Internacionais | Adrenalina e calma

Quinta-feira, 12 de Julho de 2018

Modelo conta como escapou de mordida de tubarão

As ilhas Exuma, nas Bahamas, são famosas pelas praias com areia branca, águas transparentes e infindáveis cenários para fotografar e ser fotografado.

A modelo Katarina Zarutskie aproveitou a visita ao namorado e à família dele no mês passado na região para fazer uma série de fotos. Depois de um almoço em família numa área conhecida como Staniel Cay, Katarina viu pessoas mergulhando e interagindo com tubarões-lixa, também conhecidos com tubarão-enfermeiro.

Ela não hesitou e pulou na água para ser fotografada com os animais, apesar da preocupação da família do namorado. Acabou mordida no braço.

Karina tem 19 anos e estava prestes a começar os cursos em enfermagem e negócios em Miami. Ela nasceu na Califórnia e era acostumada com o mar, tendo crescido praticando esportes aquáticos.

"Pelos meus conhecimentos de surfar e fazer mergulho, eu sei que esses tubarões normalmente não são perigosos", disse ela à BBC News. "Já vi muitas fotos de pessoas com eles no Instagram".

Sogro de modelo flagrou o momento em que tubarão a puxa para debaixo d'água, nas Bahamas (Foto: Tom Bates/Reprodução/NBC News)

Sogro de modelo flagrou o momento em que tubarão a puxa para debaixo d'água, nas Bahamas (Foto: Tom Bates/Reprodução/NBC News)

Os tubarões, que cercam os estaleiros locais, transformaram-se em atração turística, aparecendo em milhares de fotos na internet.

Ela diz que, depois de alguns minutos fazendo poses, um morador lhe disse para ela ficar de barriga para cima e flutuar junto aos tubarões.

"Nesse momento, as pessoas começaram a tirar fotos. Assim que encostei minhas costas na água, depois de alguns segundos, eu fui puxada", conta.

O pai do namorado da modelo estava tirando as fotos da modelo e conseguiu registrar tudo, numa série de imagens, incluindo o exato momento em que os tubarões atacaram Katarina.

Um tubarão prendeu a modelo debaixo d'água por vários segundos antes que ela conseguisse arrancar o punho preso na boca dele.

As imagens mostram a modelo, institivamente, cobrindo o próprio punho e erguendo o braço na tentativa de evitar que o sangue se espalhasse pela água.

"Nessas horas é tanta adrenalina e você só pensa em sair daquela situação. Mas eu fiquei extremamente calma. Acho que, se alguém tivesse gritado ou ficado agitado, a situação teria sido diferente."

Katarina levou alguns pontos e está tomando antibióticos para tratar os ferimentos. Ela ainda tem fragmentos de dentes de tubarão na ferida.

Deve ficar com uma cicatriz, mas a modelo diz que se sente abençoada pelo fato de a situação não ter sido mais grave.

Katarina ainda não sabe se será preciso uma cirurgia para tirar fragmentos de dentes de tubarão do braço (Foto: Katarina Zarutskie via BBC)

Katarina ainda não sabe se será preciso uma cirurgia para tirar fragmentos de dentes de tubarão do braço (Foto: Katarina Zarutskie via BBC)

Desde que a história foi publicada pela mídia americana, ela passou a ganhar novos seguidores nas redes sociais e a colecionar comentários, muitos deles negativos, além de trollagens.

'Modelo de Instagram estúpida'

Ela está chateada com a forma com tem sido tratada e estereotipada. Tem sido acusada de ser obcecada pelas redes sociais e descuidada. A modelo diz que nem planejava publicar as fotos nas redes até que ela foi procurada por jornalistas, no início desta semana, para contar o que aconteceu.

Katarina rejeita as acusações de ter ignorado os conselhos de locais ou de ter ido mergulhar na hora que os tubarões procuravam por alimentos.

"Eles selecionaram as informações que queriam e divulgaram a história de um jeito que parece que sou a modelo de Instagram loira e estúpida", opina. Ela conta que recebeu muitos comentários rudes e agressivos de "pessoas que diziam coisas ridículas".

"Mas é a internet, certo? Temos que dar um desconto, faz parte".

Katarina Zarutskie e o namorado Nicolò têm deletado as trollagens das redes sociais (Foto: Katarina Zarutskie via BBC)

Katarina Zarutskie e o namorado Nicolò têm deletado as trollagens das redes sociais (Foto: Katarina Zarutskie via BBC)

A modelo diz que não quer que a experiência dela ou as fotografias dela sendo atacada afugentem as pessoas que visitam a área ou que queiram interagir com a vida selvagem. Katarina descreve as ilhas Exumas como o "lugar mais bonito" que já visitou.

"Não estou com medo do oceano, uma das coisas que mais amo e respeito", diz ela.

A modelo diz que o tubarão é um animal selvagem e que a mordida não foi intencional. Ela acha que qualquer pessoa que vai nadar com tubarões-lixa precisa saber que é uma situação desconfortável.

"Não é possível prever nem mesmo como outro ser humano vai reagir a certas situações, quanto mais um animal. Eu certamente vou pensar duas vezes, mas não, isso não vai me assustar".

G1

COMPARTILHE

COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário

* Ao enviar o comentário você aceita os termos de uso do site.