Correio do Lago
 


 
   
 
   
Terça-Feira, 25 de Março de 2008
Tamanho do texto: Diminuir fonteAumentar fonte


Noivas ecológicas fazem desfile por Copacabana
Modelos em trajes ecologicamente corretos entregaram mudas para transeuntes. Estilista garante que vestidos feitos de produtos naturais têm feito sucesso.
Quem passou pelas calçadas da Avenida Nossa Senhora de Copacabana no final desta manhã de terça-feira (25) pôde conferir uma nova tendência em trajes para casamentos: os vestidos ecológicos.

 


Quatro modelos, entre elas duas seguindo essa nova moda, passearam pela rua de Copacabana, na Zona Sul do Rio, exibindo os longos e distribuindo mudas de palmito-juçara, árvore que cresce até dez metros, aos pedestres.

O objetivo do evento, segundo os organizadores, era apresentar a tendência, contribuindo, assim, para a difusão de consciência ecológica.

Nos modelitos, o tecido tipo juta substitui a tradicional seda e a sandália rasteira de couro ou mesmo os pés descalços aparecem no lugar dos saltões que costumavam fazer as noivas felizes.


Além disso, as sementes de açaí, cordas e folhas de palmeira são adereços para os vestidos. Os tecidos crus, sem tinta, ou coloridos em tons naturais, com a ajuda de solução de chá-mate, também fazem parte da nova tendência. Os trajes de tema natural saem por, no mínimo, R$ 1,5 mil.




 Casamento diferente O corretor de imóveis Adílson Brito, que conferiu o passeio das noivas, aprovou o vestido em juta, mas não se mostrou aberto à idéia das folhas de palmeira, que lembra a 'mulher-samambaia' (modelo do programa 'Pânico na TV', da RedeTV).

 

“Esse visual (do vestido de juta) tem tudo a ver com casamento na praia, num lual. Casamento diferente está na moda. Só não gostei muito do outro modelo, com as folhas de palmeira”, disse ele, que aproveitou para tirar uma foto com uma das modelos.

 

A estilista Rosi Ileska, que acompanhou o desfile, conta que fez, ao todo, 18 vestidos com produtos naturais para noivas ecologicamente corretas no ano passado.

“As mulheres que aderem a esse visual, normalmente já levam uma vida voltada para a natureza. São pessoas que não têm carro por opção, pois preferem andar de bicicleta e que casam na praia”, diz ela ao contar que já costurou véus de algodão coloridos com chá e fez buquês de trigo para essas consumidoras engajadas.

 

As interessadas em aderir ao estilo podem comparecer ao evento “Tapete Vermelho para as Noivas" na Casa Julieta de Serpa, na Praia do Flamengo 340, nos dias 29 e 30 deste mês de março. A entrada será franca e o telefone para contato é 3235-4076.

Fonte: G1
 

Comentários

  • nenhum comentario
Pag Ant Pag Prox

Deixe o seu comentário

preencha os campos e clique no botão enviar



  Envie por e-mail            Imprimir

 
   
Santa Helena - PR, 21 de Dezembro de 2014 | Correio Fone: tel (45) 3268-2872
© Todos os Direitos Reservados à Correio do Lago